quinta-feira, 12 de agosto de 2010

MELHORES ESCOLAS ESTADUAIS NO IDESP

Confira o desempenho de todas as escolas da rede estadual em Guarulhos



As escolas estaduais de Guarulhos mais bem avaliadas pelo Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo) nos finais de cada ciclo escolar ultrapassaram as médias de 2007 e as metas do Estado para 2008.
São elas: Capistrano de Abreu, 4ª série do Ensino Fundamental; Profº Frederico de Barros Brotero, 8ª Ensino Fundamental (EF); e Deputado José Storópoli, 3º Ensino Médio (EM).
Já as escolas Cidade Soberana II (Ensino Médio), Recreio São Jorge II (4ª Ensino Fundamental) e Jardim Maria Dirce II (8ª Ensino Fundamental) foram as piores. Elas tiveram desem penho inferior à nota da avaliação de 2007 e não atingiram a meta de 2008.
O Diário de Guarulhos esteve nas seis escolas, mas só pôde fazer um diagnóstico à distância.
A Secretaria de Estado da Educação não permitiu a entrada do jornal nas dependências das escolas. A assessoria de imprensa da Secretaria informou que o Idesp não tinha "propósito comparativo", e a classificação poderia deixar mais vulneráveis as que ficaram nas últimas colocações.
Mas pais e alunos ouvidos pelo DG conseguiu uma amostragem dos fatores de influem no aumento ou queda do desempenho dessas escolas.
Na escola Capistrano de Abreu, por exemplo, localizada na rua Capitão Gabriel, 393, Centro, que obteve o primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo, a diretora Eni de Moraes Rocha está no cargo há 17 anos.
A escola tem 754 alunos, dez salas de aula e funciona em dois períodos (manhã e tarde).
Segundo a dirigente da Diretoria de Ensino Guarulhos Sul, Maria Aparecida do Nascimento Barretos, a diretora do Capistrano está presente a tudo que ocorre na escola, da elaboração ao resultado das provas.
"Ela acompanha cada sala, assiste aula com bastante frequência e realiza o Horário de Trabalho Pedagógico Coletivo junto com o coordenador. Além disso, solicita cada vez mais empenho na criatividade e preparação do aluno no exercício da mente. A Eni conhece a dificuldade de cada aluno. Ela já ultrapassou seu período de aposentadoria, mas não tem coragem de deixar sua atividade", afirmou Maria Aparecida.
Outra característica da Capistrano de Abreu apontada pela dirigente é a aproximação da família com o acompanhamento do aluno em sala de aula. "Se o aluno não vai bem a diretora chama os pais para ver o que está acontecendo".
Na escola Profº Frederico de Barros Brotero, também localizada no Centro (rua Jaiminho 82, vila Progresso), os alunos falam sobre os resultados positivos da 8ª EF. Eles fizeram muitos elogios aos professores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário